• janeiro 19, 2021

Escola de idiomas otimiza 100% dos processos com sistema web

Escola de idiomas otimiza 100% dos processos com sistema web

Escola de idiomas otimiza 100% dos processos com sistema web 1001 617 Firework

Entenda como a Master Method Group, que é referência no ensino de idiomas, otimizou 100% dos seus processos, implementando um sistema desenvolvido exclusivamente para o seu negócio.  O CEO Diego Guedes relata que utilizaram diversos sistemas locados que atendiam parcialmente suas necessidades, mas apenas com um sistema próprio conseguiram aumentar a eficiência operacional e, consequentemente, a lucratividade do negócio. Confira os desafios e aprendizados desse projeto! 

 

Conheça a Master Method Group

A Master é uma escola de idiomas referência em ensino de língua estrangeira moderna. Oferecem materiais didáticos, metodologia e plano de ensino exclusivos, bem como um corpo docente muito bem qualificado para a experiência diária de ensino. 

Conversamos com Diego Guedes, CEO da Master, sobre como foi implementar um sistema próprio, totalmente personalizado para as necessidades e processos do seu negócio. 

 

O início da jornada

Depois de utilizar diversos sistemas locados que atendiam apenas parte das necessidades da escola, Diego identificou que ter um sistema desenvolvido exclusivamente para sua escola, levando em conta todas as suas particularidades, seria muito mais eficiente para aumentar a eficiência do seu negócio. 

E a necessidade de ter 100% dos processos funcionando, de forma padronizada e dentro de um sistema exclusivo, ficou ainda mais evidente depois que se tornaram uma franqueadora. 

“Busquei a firework pela necessidade de ter um sistema próprio, nós temos um modelo de negócio aqui muito diferente de uma escola de inglês tradicional, então os sistemas que nós tivemos, que eram sistemas de terceiros, davam conta apenas parcialmente dos nossos processos e serviços.” –  Diego Guedes.

Diego relata que o contato com a Firework veio por meio de um amizade de infância que tinha com Fabrício Souza, um dos nossos sócios. Portanto, o contato foi fácil e logo agendaram uma reunião, na qual Diego conheceu Fernando Hideo (outro sócio da Firework), para   planejar os primeiros passos do projeto. Diego relata que desde a primeira reunião já se estabeleceu uma forte sinergia, fortalecendo a sua confiança em nossa equipe.  

“Olha, eu acredito que houve um “match” aí né. Desde a primeira reunião nos entendemos muito bem e eu também tinha o projeto muito claro na minha mente, eu já tinha planejado esse sistema, então eu sabia o que eu queria. Nessa primeira reunião, que era para ser introdutória, a gente já conseguiu acertar os principais detalhes.”   Diego Guedes.

 

Os desafios do projeto

Uma das prioridades para Diego, era que todas as solicitações do escopo fossem atendidas, pois cada uma delas eram essenciais para criar o sistema ideal para a Master e, devido ao seu know-how na área de Tecnologia da Informação (TI), conseguia avaliar a viabilidade técnica de cada elemento do projeto.

“Eu lembro que eu falei assim: eu não aceito falar que não dá certo, eu não aceito falar que isso não é possível, eu falo isso porque a gente sabe que com essas coisas de programação… eu fui professor de informática, então eu sei que tudo que eu pedi dá pra fazer. Eu brinquei assim e tal, mas desde o primeiro momento eu senti que eles estavam bem focados em entender o projeto e fazer ele funcionar e desde a primeira reunião foi tudo muito bem claro, muito bem organizado. E eu acho que esse match aí envolve muitas coisas, é uma questão de confiança, de saber que estou colocando o projeto da minha empresa onde ele realmente será entendido, e eu senti isso desde a primeira reunião.” –  Diego Guedes.

Apesar da complexidade, não foram relatadas dificuldades na implementação e evolução do sistema. O principal desafio era a equipe de desenvolvedores compreenderem o universo da Master, o seu modelo de negócio, para poder compreender suas necessidades por completo. Porém, Diego já trouxe o projeto muito bem detalhado, de forma metódica e processual, com as fases, subfases e tarefas organizadas de forma clara.

“A grande dificuldade, na verdade, era a compreensão de onde aquilo ia chegar. Mas eu acredito que não houve dificuldade para a equipe da Firework entender isso, porque se dedicaram muito, se atiraram no meu mundo do ensino, dos processos do meu business plan. Esse era o maior desafio mas não tivemos nenhum problema, apenas foi necessário tempo, no sentido de reuniões, para organizar. Como a gente pensava no todo, mas fazia em pequenas fases, ficou tudo muito claro.”  –  Diego Guedes.

 

Principais resultados com o sistema exclusivo

Diego ressalta que o principal ganho de investir no projeto com a Firework é ter um sistema que está 100% adequado às suas necessidades. Relata também que geralmente os sistemas disponíveis no mercado  possuem um monte de tela,  vários botões que muitas vezes nem fazem sentido para o negócio, pois não tem função nenhuma nos processos da escola, por exemplo.

E o sistema desenvolvido com a Firework não é um software onde os processos da escola foram adaptados para funcionar dentro dele, mas sim um software que foi criado do zero, especificamente para os seus processos e 100% desenvolvido para o que a Master  precisa.  Com isso, ganharam em tempo, em facilidade e em usabilidade, e isso influencia inclusive na lucratividade da empresa. 

“A gente ganhando tempo, conseguimos uma maior produtividade e minimizamos o tempo gasto em retrabalho. Se tivéssemos um sistema que não foi desenhado para a gente, teríamos que ter planilhas separadas no excel, por exemplo. Ou seja, exigiria  que tivéssemos outras ferramentas e acabaria gerando retrabalho no nosso negócio.” –  Diego Guedes.

 

O que ficou de aprendizado?

Sobre os aprendizados do projeto, Diego explica que, apesar de necessitar de um investimento significativo e  exigir uma programação orçamentária realmente preparada para isso, o valor investido em sistemas locados podem ser revertidos para criar um sistema próprio. Porém, é preciso se atentar para a maturidade do negócio e dos processos para ter base na hora de planejar um sistema, é preciso saber exatamente do que precisa e quais são as prioridades para ser assertivo no investimento.

“No nosso caso,  o business já estava muito maduro, com processo maduros, então a gente já tinha uma programação para investir nisso. Então acho que outro grande aprendizado é ter um planejamento realmente focado em melhoria, porque na verdade esse sistema foi muito bem feito e é importantíssimo na empresa, ele é parte essencial do nosso negócio.” –  Diego Guedes.

Deixe um Comentário

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

    Join our Newsletter

    We'll send you newsletters with news, tips & tricks. No spams here.